Cemitério

Espaço Permeado de História

Os cemitérios são espaços que guardam histórias de vida que marcaram nossos antepassados. Momentos de alegria, ensinamento e lições que nos foram deixadas por nossos pais, filhos, avós. Em cada canto – são mais de 2 mil túmulos – do Cemitério da Glória estão presentes estas histórias, muitas delas reflexo do pioneirismo pelo qual passou a cidade no século XIX

A própria origem do cemitério remete à Companhia União Indústria, cujo marco, datado de 1856, encontra-se próximo à Capela-Velório. Esta pedra também separa o Cemitério Luterano da parte católica. Um exemplo são os túmulos de pai e filho, os mais antigos. O patriarca está enterrado no túmulo do lado luterano, enquanto o filho fica à direita, do lado católico. Lembranças de rusgas entre os alemães que vieram para o Brasil trabalhar na Companhia União Indústria, de Mariano Procópio – responsável pela construção da primeira rodovia do País – e a Igreja Católica.

O Cemitério da Glória também é espaço para histórias trágicas, como o maior acidente ferroviário da história de Juiz de Fora, em que morreram 14 pessoas, entre elas o bispo Dom Lasagna, padres e irmãs, cujos corpos foram enterrados aqui e, posteriormente, tiveram os restos mortais transladados para outro lugar. Outros nomes que figuram nas páginas da história da cidade também têm seu espaço neste cemitério, como o Doutor Constantino Paleta, e o Visconde de Cavalcanti. O próprio Cemitério escreve sua história, ao ser o primeiro de Juiz de Fora a receber licenciamento ambiental.

Também neste espaço, fica o túmulo da Diocese de Juiz de Fora e das Irmãs de Santa Catarina, além do Cemitério dos Padres Redentoristas. O Jardim da Ressurreição nos faz recordar de homens que deixaram suas terras e famílias para dar a vida pela Copiosa Redenção.

Orientações para Sepultamento

1) Identificar o túmulo (número e quadra)

2) Haver transcorrido no mínimo 05 anos após o último sepultamento no referido túmulo.

3) Pagamento da taxa anual em dia.

Documentos Necessários

1) Guia para sepultamento Original expedida pelo cartório da cidade onde ocorreu o óbito ou Atestado de Óbito (cópia autenticada em cartório ou na impossibilidade de autenticação o original deverá ser deixado)

2) Autorização para sepultamento antes das 24 h

3) Guia de Autorização de Abertura de Túmulo assinada pelo responsável.

4) Taxas:

Verificar na secretaria paroquial.

Taxas

Anuidade: Verificar na secretaria paroquial.

Capela: Verificar na secretaria paroquial.

Sepultamento: Verificar na secretaria paroquial.

– Lembramos que, para a realização de qualquer reforma ou melhoria nos túmulos, é obrigatório retirar a licença no Setor Administrativo do Cemitério

Horários

Visitação: 8h às 17h (todos os dias)

Pagamentos: Segunda a Sábado, das 7h às 19h (exceto feriados)

Setor Administrativo: 8h às 12h (Segunda a Sábado)

Sepultamentos: 8h30 às 16h

Velórios: Plantão 24 horas (fora do horário comercial, pedir chave na guarita de segurança da Igreja da Glória)


– Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail cemiterio@paroquiadagloria.org.br

Fechar Menu